Bem-vindos meus amigos. Muito bem-vindos. O Centro Cultural Solar de Botafogo completa agora em 2020, 14 anos de funcionamento. Comprei esta casa em 04 de julho de 2001, uma casa centenária, do início do século passado, nela viveu por alguns anos Ângelo Mendes de Moraes, que foi Prefeito do Rio de Janeiro, entre 1947 e 1951. Entre a compra do imóvel e o licenciamento da obra, foram necessários três anos de espera. Em 10 de maio de 2004 as obras foram iniciadas. Tudo foi demolido, somente a fachada, que eu acho belíssima, e algumas paredes ficaram de pé (todas as paredes de tijolos aparentes são originais). Era uma casa de 2 andares que foi ao chão e do zero erguemos um edifício teatral de 15 metros de altura no seu ponto mais alto, o urdimento. As obras duraram 02 anos e meio e podem ter certeza de que todo esforço valeu à pena.

 

Abrimos as portas em 17 de outubro de 2006 e apenas um ano depois, pela importância de nosso empreendimento, fomos agraciados com o Prêmio Shell 2007 na categoria especial. Além de produzir nossos próprios espetáculos, já apresentamos mais de 200 peças teatrais, 700 shows, 90 exposições e centenas de eventos corporativos, literários e cinematográficos. Também oferecemos cursos variados e mantemos ações educacionais e sociais em parceria com Institutos e ONGs como a Argilando.

 

Desde a inauguração, já circularam pelo centro cultural mais de um milhão de pessoas. Todos estes fatos e números me deixam muito feliz e orgulhoso, pois refletem o nosso compromisso com a comunidade, a qualidade de nossa programação e nosso empenho em recebê-los da melhor forma possível. E isto, para mim, é muito importante. Eu quero que vocês se sintam bem ao visitarem nossa casa e que voltem sempre. Agradeço por serem amigos do Solar e peço que continuem prestigiando nossas atividades. Aliás, me façam uma gentileza, sempre que puderem, prestigiem as casas de espetáculos de nossa cidade, de nosso país. Ao nosso lado, por exemplo, a menos de 03 quarteirões, vocês encontram o Teatro Poeira, que pertence a duas das maiores atrizes brasileiras, Marieta Severo e da Andréia Beltrão, sempre oferecendo atrações incríveis.

 

É importante que saibam que o teatro, a música, o cinema, as artes em geral, precisam de vocês, de um público generoso e formador de opinião. Vocês que alimentam as nossas esperanças. Vocês que mantêm nossas paredes erguidas. Não esqueçam disto. Durante grande parte de minha vida segui um dos lemas mais importantes da classe teatral e musical; “o artista deve ir aonde o povo está”. E nós continuamos a fazer isto. Eu já dei duas voltas inteiras no Brasil apresentando diferentes espetáculos.

 

Mas agora, com a radical mudança de hábitos e costumes, o público também deve entender a importância de ir ao encontro do artista. De vê-lo ao seu lado, quase tocá-lo, de sentir sua respiração e pulsação. Estamos num mundo digital, globalizado, cheio de opções de entretenimento em nossas próprias casas, mas posso afirmar que arte ao vivo será sempre mais emocionante e transformadora. Prestigiando nossa arte e nossos artistas estamos colaborando com o desenvolvimento educacional e cultural de nosso país e isto é importantíssimo. Além disto, estaremos desviando os olhos de nossos filhos das telas hipnóticas dos iphones e computadores e dando-lhes a oportunidade de abrirem seus corações e mentes para as emoções genuínas que sempre brotam dos palcos da vida.

LEONARDO FRANCO, ator, produtor e idealizador do Centro Cultural Solar de Botafogo

PALAVRA DO DIRETOR

  • Ícone do Youtube Preto
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto